Agradecemos a sua visita à nossa página. Assegure-se que lê cuidadosamente os Termos e Condições apresentados nesta página, na medida em qualquer utilização deste website significa que aceita os Termos e Condições ora apresentados.

Termos e Condições

Este WebSite, www.osenhordobanco.pt (daqui em diante “o WebSite”) é pertence da empresa P.M.Pedrosa – Serviços Diversos, Unipessoal Lda, daqui por diante designada por “O Senhor do Banco”, sendo esta a marca comercial utilizada pela empresa.

O Senhor do Banco pode a qualquer momento e de acordo com a sua vontade, alterar, adicionar ou eliminar qualquer um dos Termos e Condições através da actualização do conteúdo desta página, pelo que se recomenda visitas periódicas à página de forma a auferir eventuais atualizações. O Senhor do Banco pode ainda descontinuar a qualquer momento, de acordo com a sua vontade, o Website sem aviso prévio.

Direitos de autor

Os ficheiros de texto, gráficos, sons e animação, e todas as outras informações e a forma em que são representadas graficamente no Website, assim como a disposição e a estrutura do site, estão todos sujeitos aos direitos de autor de O Senhor do Banco. As imagens utilizadas são pertence de O Senhor do Banco ou foram recolhidas em base de dados que permitem a sua utilização para este efeito.

Nem o Website nem parte deste, pode ser copiado ou distribuído, nem pode ser modificado ou colocado noutros sites, sem autorização prévia por escrito de O Senhor do Banco.

Marca comercial

Todas as marcas comerciais, marcas de serviço e nomes comerciais apresentados no Website estão protegidos pelos direitos de marcas comerciais de O Senhor do Banco. Isto aplica-se especialmente aos símbolos e logotipos de O Senhor do Banco. Este Website assim como todo e qualquer material existente no site, não concedem, nem pode ser interpretando como concedendo, permissão a terceiros, para utilizar, copiar ou beneficiar, directa ou indirectamente, dos direitos de propriedade intelectual de O Senhor do Banco.

Garantia

As informações existentes neste Website, são fornecidas por O Senhor do Banco, a titulo informativo, e até à máxima extensão permitida pela lei aplicável e são fornecidas, sem qualquer tipo de garantia, expressa ou implícita. Não obstante, as informações, funções e aplicações contidas neste Website, tenham sido minuciosamente analisadas e sejam tidas como correctas, podem incluir erros ou imprecisões, pelo que O Senhor do Banco, não se responsabiliza pelas eventuais irregularidades, erros ou pela descontinuídade do Website nem que sejam adequados e/ou estejam disponíveis para utilização noutros locais.

Renúncia

O Senhor do Banco renuncia a qualquer responsabilidade por erros que possam ocorrer devido a irregularidades do sistema, falha (temporária ou permanente) do Website, das aplicações ou de outras ferramentas. Até à máxima extensão possível ao abrigo da lei aplicável, O Senhor do Banco não se responsabilizará por quaisquer danos resultantes da utilização, ou da impossibilidade de utilização, do Website, assim como O Senhor do Banco, não garante que o servidor e/ou o Website não contenham vírus ou outros componentes prejudiciais.

Atividades proibidas

Estão proibidas quaisquer actividades que sejam consideradas por O Senhor do Banco como inapropriadas e/ou que sejam susceptíveis de serem ilegais de acordo com a legislação aplicável a este Website, incluindo, mas não limitado a:

— Qualquer acto que possa constituir uma violação da privacidade (incluindo o envio para este website de informações privadas sem o consentimento da pessoa afectada) ou de quaisquer outros direitos legais das pessoas físicas;

— Usar este website para difamar e/ou injuriar O Senhor do Banco, os seus colaboradores, ou outras pessoas físicas e/ou colectivas, ou actuar de forma a desacreditar a reputação de O Senhor do Banco;

— Enviar para este Website ficheiros que contenham vírus que possam causar danos à propriedade de O Senhor do Banco ou à propriedade de pessoas físicas;

— Colocar ou transmitir para este website qualquer conteúdo não autorizado, incluindo, mas não limitado a, conteúdos que provavelmente causem, no nosso entendimento, danos ou prejuízos, ou, ainda, que violem os sistemas de segurança da rede de O Senhor do Banco ou de terceiras pessoas, conteúdos que sejam difamatórios,racistas, obscenos, ameaçadores, de conteúdo pornográfico ou que se apresentem com conteúdos susceptíveis de serem qualificados como ilícitos em geral.

Cookies

Este Website, utiliza cookies de forma a facultar uma utilização correcta do mesmo. Não estando, os terceiros, obrigados a aceitar os cookies, porém e no caso de não os aceitarem, o Website poderá não funcionar correctamente.

Links para páginas de terceiros

O Senhor do Banco poderá disponibilizar links para páginas de terceiros. Estes sites não pertencem nem são operados ou controlados por O Senhor do Banco e, por esta razão, O Senhor do Banco não se responsabiliza por tais sites, nem pelo seu conteúdo. A utilização destes links é por conta e risco dos terceiros utilizadores.

O Senhor do Banco não autoriza, terceiros a ligar o Website ao seu Website ou qualquer Website sem a autorização prévia, por escrito, de O Senhor do Banco.

Contacto

Se tiver alguma questão sobre os presentes termos e condições, pode enviá-la para o e-mail geral@osenhordobanco.pt indicando em assunto, “Website”.

Cláusula de rompimento

Se alguma parte ou disposição dos presentes Termos e Condições não for executável ou estiver em conflito com a lei aplicável de alguma jurisdição, a validade das restantes partes ou disposições não será afectada.

Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD)

Para os efeitos do que está previsto no Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), informam-se os utilizadores desta página da Internet de que os dados de caráter pessoal que facultarem através da mesma, tanto no preenchimento de qualquer formulário, como através de e-mail ou por qualquer outro meio, serão tratados em conformidade com a presente Política de Proteção de dados.

Privacidade

Quaisquer dados pessoais recolhidos p’ O Senhor do Banco (nome, e-mail, etc) são apenas utilizados para fins internos e de comunicação direta com os leitores, não sendo nunca partilhados com outras entidades, excepto com parceiros d’ O Senhor do Banco na situação em que o cliente decida avançar com o processo e esta partilha seja indispensável para a prestação do serviço pretendido pelo cliente.

Direitos do utilizador para o tratamento de dados pessoais

O Senhor do Banco garante aos utilizadores, a todo o momento, o exercício dos seus direitos de acesso, retificação, eliminação, oposição, limitação e portabilidade relativamente aos dados pessoais facultados, nos termos dispostos no RGPD. Os utilizadores da Web poderão exercer tais direitos remetendo um pedido expresso para o endereço seguinte:

  • E-mail: geral@osenhordobanco.pt

O Senhor do Banco compromete-se a utilizar os dados pessoais facultados em conformidade com as finalidades indicadas nesta Política de Proteção de Dados, respeitando a sua confidencialidade, assim como a cumprir a sua obrigação de os guardar e adotar todas as medidas para evitar a alteração, perda, tratamento ou acesso não autorizado.

A responsabilidade do Utilizador quanto à veracidade dos dados introduzidos é exclusiva, pelo que, caso tenha facultado dados falsos ou inexatos, O Senhor do Banco reserva-se o direito de lhe proibir o acesso ao Portal, sem prejuízo das ações legais que considerar oportunas em defesa dos seus interesses. O Senhor do Banco também não tem a obrigação de verificar, e não verifica, a identidade dos Utilizadores, nem a veracidade, vigência, exaustividade e/ou autenticidade dos dados que os mesmos proporcionam sobre si mesmos, ou sobre outros Utilizadores. Por tudo isto, o Utilizador é responsável por informar o O Senhor do Banco de qualquer alteração que ocorra nos dados que tenha proporcionado anteriormente e garante e é responsável exclusivo pela veracidade dos mesmos.

Reclamações

O Senhor do Banco aderiu ao livro de reclamações electrónico tendo como entidades reguladoras, o Banco de Portugal, para a área de crédito, o IMPIC (Instituto dos Marcados Públicos do Imobiliário e da Construção) para a área de mediação imobiliária e a ASF (Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões), para área de seguros, pelo que, qualquer reclamação deverá ser devidamente associada à área respetiva. Poderá aceder através do link https://www.livroreclamacoes.pt/inicio.

Lei aplicável

Os presentes, Termos e Condições, são regidos e elaborados de acordo com as leis Portuguesas.

Foro competente

Para dirimir, todas as questões e litígios que possam surgir, inerentes aos presentes termos e condições, serão da competência exclusiva, do foro da Comarca de Lisboa, Portugal.